segunda-feira, 7 de julho de 2014

M. Shadows sobre remastering de Waking The Fallen, músicas pouco tocadas ao vivo, novo DVD e mais

M. Shadows respondeu a mais algumas perguntas no fórum do jogo Hail To The King: Deathbat.
Confiram a tradução do que ele disse abaixo:

Pergunta: Quanto ao conteúdo do 'Waking The Fallen: Resurrected", fizeram algum remastering ao álbum original?
Resposta: Quanto a remastering e remixagem... este é um ponto quente para mim, porque tenho visto praticamente todas as bandas que fizeram remastering/remixagem e isso destrói completamente o sentimento que tive pelos álbuns. Vamos tomar o exemplo de todos os álbuns dos Megadeth... estes álbuns não soam nada como o original. Há ruído por causa da "guerra do barulho", efeitos em falta, outros efeitos adicionados e toda a nostalgia se perde. O mesmo aconteceu com os Pink Floyd quando alguém fez o remastering de todos os seus álbuns, algo não estava bem. Eu não teria problemas com isso com as pessoas que querem ouvir os seus álbuns favoritos de forma diferente, mas com os CD's a tornarem-se obsolentos temos um sítio para comprar esses álbuns antigos... e adivinhem, eles apenas vendem uma versão, a nova versão "melhorada". Nunca mais podem encontrar as versões originais desses álbuns, a menos que encomendem o CD ou que aconteça algum milagre e a "Best Buy" tenha um monte de álbuns com 20 ou 30 anos em stock. Agora, eu posso garantir que o nosso álbum não compete nessa "guerra de barulho". Como provavelmente podem ver o HTTK é cerca de 4 decibeis mais baixo do que a maioria dos álbuns hoje em dia, e isso foi feito para guardar a dinâmica, mas eu sinto que mudar o som o mínimo que seja para o tornar mais moderno ia mudar a sua "onda"... A "onda" de cinco rapazes a escrever um álbum na garagem dos seus pais, que não tinham nada a perder num orçamento pequeníssimo. Eu apenas não quero dar às pessoas a oportunidade de fazer o álbum original ficar obsolento.

- Este re-lançamento é inteiramente para os verdadeiros fãs que querem ouvir as versões demo das músicas e ouvir as músicas conforme eram tocadas com o “The Rev” numa altura em que éramos bastante desleixados. Hahaha Bem, ele não era, mas nós éramos...

- Mas é igualmente um álbum com vista a apresentar o nosso início à nossa base de fãs internacional. Quando tocamos internacionalmente (que é uma grande porção da nossa audiência) a maioria deles não está familiarizada com estas músicas nem com este álbum. Provavelmente tem a ver com o facto de a Hopeless Records ser uma editora indie e na altura não ter a mesma distribuição que tem agora. Nós também nunca fizemos digressões por esses locais, portanto não é de admirar que eles nunca nos ouviram.

Pergunta: Revisitar o ‘Waking The Fallen’ despertou alguma inspiração para trazer algumas dessas músicas de volta aos concertos?
Resposta: Não tenho a certeza se despertou algo em termos de tocar coisas ao vivo. Há montes de fãs que se fixam a este álbum, mas nós somos quem está no palco todas as noites e lê como a audiênca responde. Internacionalmente é Nightmare e HTTK sem dúvida. Quando tocamos músicas do Waking a energia simplesmente para. Eu tenho a certeza que as pessoas vão discutir isso mas é a verdade, quem me dera estar errado. Este re-lançamento deve ajudar nesse sentido. Remenissions seria espetacular ao vivo, tenho a certeza que vamos dar um empurrão a essa música em breve tal como à Coming Home , Planets, Acid Rain, Scream, Trashed And Scattered, Gunslinger e uma variedade de outras músicas que as pessoas nos imploram para tocar. Hahaha. A versão ao vivo da Desecrate neste re-lançamento é de doidos. O Jimmy parte aquilo tudo. É uma das minhas favoritas no álbum sem dúvida.

Pergunta: Em relação ao “This Is Bat Country”, há planos em lançá-lo em Blu-Ray?
Resposta: Essa questão é uma daquelas que eu não faço ideia. Sinceramente, eu não tenho a certeza de como a editora se sente sobre Blu-Ray ou DVD. Eu tenho a certeza que eles vão fazer o produto funcionar em qual deles for mais standard. Eu tive um aparelho que reproduzia Blu-Ray durante uns tempos mas depois nada saiu para ele, então estou de volta aos DVD’s. Mas eu vou-me informar acerca disso. Também, em relação à versão CD, é uma boa questão mas eu acho que sempre quisemos fazer um CD ao vivo em condições e não inclui-los aos dois no mesmo pacote. Nós gostávamos de lançar a trilha sonora do jogo com esse pacote também, então vamos ver no que é que isso vai dar.

Comentários
Facebook Comments by Blogger Widgets